Loading...

31 de maio de 2010

SUPLICY DIZ QUE CONCORRERÁ AO SENADO

Suplicy aceita convite para ser vice em SP, mas desiste

Senador afirmou que "não houve consenso" em torno de seu nome

Senador é obrigado a recusar convite que havia sido retirado


O senador Eduardo Suplicy (PT-SP) não será candidato a vice-governador na chapa do também petista Aloizio Mercadante ao governo do Estado de São Paulo. Ele até aceitou o convite de Mercadante, mas, pressionado, desistiu da candidatura e preferiu continuar como senador até 2015. A pressão partiu dos caciques dos mais de dez partidos da coligação que apoia Mercadante.

A coligação quer ter o direito de indicar o candidato a vice-governador. Em entrevista ao jornal Estado de S.Paulo, ele afirmou que a coligação indicou o nome do deputado estadual Major Olímpio Gomes (PDT-SP).

- Resolvi aceitar o convite do senador Mercadante depois de dizer a ele que gostaria de pensar (sobre o convite). Me coloquei à disposição para ser o candidato a vice, mas a coligação indicou outro nome.

Segundo Suplicy, quem indicou o deputado foi o presidente do PDT, Paulo Pereira da Silva. Segundo o senador, " Silva alegou que o PT já indicou os candidatos a governador e ao Senado (Marta Suplicy)e que o PDT quer indicar o candidato a vice e não abre mão disso".

O sendor esclareceu que "não houve consenso" em torno de seu nome e que havia aceitado o convite, "mas fizeram um apelo para eu abrir mão e resolvi continuar como senador até 2015", contou.

Nenhum comentário: