Loading...

31 de maio de 2010

RESUMO DOS JORNAIS: VALOR ECONÔMICO



Manchete: Fisco leva 45% da 'riqueza' das S.A.

Da riqueza gerada pelas cem maiores companhias abertas do país por valor de mercado em 2009, que somou R$ 558 bilhões, as três esferas de governo abocanharam 45% na forma de impostos, contribuições e taxas. As empresas retiveram 13,5% do total para engordar seu patrimônio e distribuíram 9,5% aos acionistas na forma de juros sobre capital próprio e dividendos. Os funcionários ficaram com 20% e os credores, com 12%.

Os dados foram coletados pelo Valor a partir da Demonstração do Valor Adicionado, peça que se tornou obrigatória nos balanços das companhias abertas com a edição da Lei nº 11.638/07, que mudou a contabilidade no país. (Págs. 1 e D1)

Ultrapar quer a operação de GLP da Shell

A Ultrapar deverá fazer amanhã uma oferta pelas operações de gás liquifeito de petróleo (GLP) da Shell na Europa, que a empresa pretende vender por até € 1 bilhão. O leilão também deverá atrair propostas de grupos de "private equity" e da companhia Zeta Gas, do México.
Se a Ultrapar tiver sucesso, essa será uma das maiores aquisições já feitas por uma companhia brasileira na Europa. A Shell enfrenta a oposição de sindicatos franceses à venda da divisão de GLP na Europa, que é dominada pela Butagaz, de Paris, a maior fornecedora de botijões de GLP da França, com um terço do mercado. A Ultrapar é a maior distribuidora de GLP do Brasil, através de sua subsidiária Ultragaz, com receitas equivalentes a US$ 20 bilhões. As partes envolvidas não quiseram fazer comentários. (Págs. 1 e B10)

Seguranças do Citi ajudam a prender sequestradores

A analista de fraudes liga para a casa de um cliente cujo cartão de crédito apresenta uma transação suspeita. Mas quem atende é a polícia. O dono do cartão foi sequestrado e investigadores estão na casa, em São Paulo, esperando um contato com a família. Em vez de bloquear o cartão roubado, a instituição passa a monitorar os gastos. Quando um pagamento é autorizado em uma boate de Campinas, a polícia prende os criminosos e resgata a vítima.

O episódio foi vivenciado pelas equipes de prevenção e de investigação do Citi. Quando algo errado é observado pelos analistas, é o laboratório forense que é acionado, divisão identificada pela sugestiva sigla CSIS (Citi Security and Investigative Service) e que, globalmente, é chefiada por um ex-funcionário da CIA. (Págs. 1 e C8)

Faculdades da Argentina atraem brasileiros

Estimativas do setor privado indicam que cerca de 15 mil brasileiros estudam medicina em países do Mercosul. Na Argentina, o número aumenta a cada ano, porque é possível entrar no curso sem vestibular e a mensalidade está em torno de R$ 800, em comparação com até R$ 5 mil nas faculdades privadas brasileiras.

A maioria dos estudantes recorre à ajuda de empresas que regularizam documentos. Dos 170 alunos do primeiro ano de medicina na Universidade de Morón, na periferia de Buenos Aires, 48 são brasileiros. Na próxima temporada, a universidade pretende destinar até cem vagas a estudantes do Brasil.

Para validar o diploma estrangeiro é preciso ser aprovado em uma prova no Brasil. Haverá uma em julho, com 632 inscritos. (Págs. 1 e A14)

Governo dos EUA admite que óleo pode vazar por meses no Golfo do México (Págs. 1 e A10)

Após ajuste fiscal, RS volta a investir (Págs. 1 e Valor Estados)

Desaceleração da Indústria

Após forte crescimento no primeiro trimestre, a indústria deve ter uma acomodação em abril e fechar em queda frente a março. Mas o resultado não deve comprometer o bom desempenho previsto para o ano. (Págs. 1 e A3)

A Copa da globalização

Operadoras móveis se preparam para o aumento de demanda provocado pela Copa do Mundo, a primeira em que o celular será usado intensivamente para transmissão de voz, dados e vídeo. (Págs. 1 e B2)

Investimentos do Algar

Com atuação nas áreas de turismo, serviços e agropecuária, mas principalmente em telecomunicações e tecnologia, o grupo Algar prepara investimentos de R$ 1,5 bilhão até 2014. (Págs. 1 e B3)

Otimismo no setor de plásticos
Aquecimento da economia traz boas
 perspectivas para a indústria de plásticos, que deve investir R$ 4,1 bilhões neste ano e crescer entre 8% e 10%. (Págs. 1 e B11)

RJ incentiva a agropecuária

Programa de incentivo do governo fluminense fez a produção leiteira no Estado aumentar de 470 milhões de litros em 2007 para 600 milhões. Próximo alvo deve ser a pecuária de corte. (Págs. 1 e B13)

Justiça ordena renegociação

A Justiça do Mato Grosso determinou aos bancos credores a renegociação de dívidas de seis produtores rurais na aquisição de máquinas e equipamentos. A apelação será analisada pelo Tribunal do Estado. (Págs. 1 e B14)

HSBC foca a alta renda
O HSBC aposta nos clientes de alta renda para reformular sua atuação no varejo brasileiro, que ficará a cargo do executivo argentino Sebastian Arcuri, até então responsável pela área de varejo do banco em Hong Kong. (Págs. 1 e C1)

Maio negro

Até sexta-feira, o Ibovespa acumulava queda de 8,27% em maio, o pior desempenho desde o auge da crise americana, em outubro de 2008. A expectativas dos analistas para junho é de melhora gradual. (Págs. 1 e D2)

CVM investiga 'Barretão'

O cineasta Luiz Carlos Barreto responde a processos na CVM e na Justiça por irregularidades na emissão de Certificados de Investimentos Audiovisuais para produção do filme "O casamento de Romeu e Julieta". (Págs. 1 e D4)

Ideias
Carlos Lessa
Ambientalismo míope brasileiro mutilou o projeto da usina hidrelétrica de Belo Monte. (Págs. 1 e A12)

Ideias
Helzo Takenaka
Com dívida equivalente a 170% do PIB, Japão corre sério risco de enfrentar uma grave crise fiscal. (Págs. 1 e A13)

Suplemento
Demanda por crédito tem avanço de 12,5% no ano
Copa e Olimpíada aquecem o setor de turismo

Primeira Página
Fisco leva 45% da 'riqueza' das S.A.
Desaceleração da Indústria

Editorial
Política fiscal exige cautela e o momento é de poupar

Opinião
Belo Monte e o diabo :: Carlos Lessa
Frase do dia

Colunas
Alex Ribeiro
João Sicsú
Luiz Werneck Vianna
Eduardo Campos
Daniele Camba

Política
PT ruma para 'intervenção branca' no MA
Jader escolhe Senado e abre caminho a acordo com Ana Júlia
Três palanques alagoanos disputam apoio de Renan
Púlpito e palanque
PT acende alerta contra empecilhos à convenção
Dilma promete mais financiamento habitacional a pequeno produtor
Sub judice
PSDB tenta demover Pavan para manter aliança
Cresce influência de Palocci na campanha

Brasil
EUA exigem forte redução de tarifas no setor químico para retomar Doha
Novo secretário de Fazenda do Rio quer evitar dívidas
Indústria indica desaceleração no 2º tri
Minério e serviços puxam alta do IGP-M
Falta de infraestrutura atrasa projetos
Para avançar, Nordeste usa recursos públicos
Regularização de favelas avança em todo o país
Entidade quer simplificar transferências


Internacional
Negociação climática recomeça com foco em proteção de florestas
Colômbia terá segundo turno


Especial
Brasileiros vão à Argentina para estudar medicina
Novo exame para revalidar diplomas tem 632 candidatos
Para médicos paulistas, ensino dos vizinhos é ruim


Empresas & Tecnologia
Empresários investem R$ 120 milhões em cervejaria no Nordeste
Ultra pode fazer oferta por ativos da Shell na Europa
Eisa renegocia contrato de 10 navios com PDVSA
Demanda estimula investimento de fabricante de plásticos no país
Electrolux amplia produção e planeja novas fábricas
Teles tentam seduzir fãs da Copa que vão à África


Finanças
HSBC troca o comando do varejo
Inflação e crise pautam reunião no BC
Ipsis Litteris


Investimentos
Sócio preferencial
Fisco leva 45% da 'riqueza' das S.A.
"Casamento de Romeu e Julieta" acaba na CVM


Agronegócios
Produção de leite volta a crescer no Rio de Janeiro
Preços devem começar a cair ainda na entressafra
Promessa bilionária
Justiça revê prazo de dívida em MT
Demanda por fertilizantes confirma previsão e cresce
Curtas

Nenhum comentário: