Loading...

25 de fevereiro de 2009

INDIGNAÇÃO DE LULA COM DEMISSÕES NA EMBRAER NÃO PASSA DE FARSA

Na última quinta-feira, quando a Embraer anunciou o corte de 4.200 funcionários, Lula se disse surpreendido e indignado com as demissões e comunicou que convocaria uma reunião com ministros para tentar reverter as demissões. Mas, a indignação e a surpresa não são verdadeiras. Desde dezembro toda a cúpula do governo sabia dos problemas que a empresa enfrentava, e não ignoravam que a Embraer iria demitir mais de 4 mil funcionários.
A ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, manteve em 3 de dezembro um encontro com sindicalistas para tratar do assunto. Dilma disse, na ocasião, que não poderia interferir por se tratar de uma empresa privada,O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o diretor-geral do BNDES, Luciano Coutinho, também na Embraer.
A informação de que a Embraer pretendia demitir quatro mil funcionários era pública desde dezembro do ano passado. Foi revelada na imprensa pelo repórter Julio Ottoboni. Ottoboni informou até o tamanho da carnificina, quatro mil funcionários.
As demissões na Embraer foram antecipadas pelo presidente do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), Luciano Coutinho, durante reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social do governo.
Lula recebeu o presidente da Embraer, Frederico Curado nesta quarta feira (25) para conversar sobre o motivo das demissões na empresa. A conversa foi apenas para inglês ver. Faz parte do velho hábito de Lula de jogar para a platéia, ou melhor para os camarotes. Tirar uma onda de macho, de bravo. Assim, engana o pesoal da geral, enquanto o pessoal dos camarotes sabe que é tudo encenação.
Francisco Curado declarou a imprensa logo após reunir-se com Lula que não há possibilidade de reverter o quadro de demissões de 4,2 mil empregados,

BANCOS RECUPERAM 100 MIL CARROS DE INADIMPLENTES

Cerca de 100 mil carros foram recuperados pelos bancos brasileiros de clientes inadimplentes. Esse número representa metade das vendas mensais de veículos novos no país, para desovar no mercado de autos usados.
Os principais bancos que financiam veículos relatam que o volume de recuperação creceu de 20% a 30% no início do ano em relação ao que acontecia até setembro.
A culpa foi da alta na inadimplência dos consumidores, que atingiu a média de 4,3% em dezembro, o maior nível desde 2002, segundo o Banco Central. Para a Fenabrave (associação das concessionárias), o volume de carros retomados representa pouco mais de 1% dos 9 milhões de veículos alienados no país. Na conta dos bancos, de cada 4 financiamentos inadimplentes, apenas 1 termina com a retomada.
Esse estoque é mais um motivo de pressão no segmento de usados, que vive queda sem precedente nos preços e cuja falta de liquidez trava as ações para retomar a venda de carros novos. Se todos esses carros voltassem ao mercado, somariam até R$ 3,506 bilhões.

CARNAVAL NO RIO - SALGUEIRO CAMPEÃ

Depois de esperar 15 anos, a Escola de Samba Acadêmicos do Salgueiro é a campeã do carnaval do Rio. A Escola desfilou na noite de segunda-feira (23) na Sapucaí. Em sua apresentação na passarela do samba a escola contou com 36 alas, oito alegorias e 4.100 componentes. Com o enredo “Tambor”, a escola da Tijuca contou a história de um dos instrumentos mais usados no Carnaval e sua evolução na humanidade, e ganhou o título com 399 pontos, um ponto a mais Beija-flor, que assim não conseguiu o tricampeonato.. O Salgueiro. A escola desfilou sob o comando do carnavalesco Renato Lage. Antes recebeu, pela sexta vez em sua história o Estandarte de Ouro, tradicional prêmio concedido pelo jornal carioca O Globo. Em São Paulo, a campeã foi a Mocidade Alegre, que chegou a sua sétima conquista com apenas meio ponto de vantagem sobre a poderosa Vai-Vai, dona de 13 títulos. Durante toda a apuração o que se via era muita tensão misturada a emoção entre os membros da escola, principalmente a presidente da agremiação, Regina Duran.
A última vez que a escola venceu o título do Grupo Especial foi com o samba enredo “Peguei um Ita no Norte”, em 1993, que trazia o famoso refrão “explode coração na maior felicidade”. Ano passado a escola havia ficado em segundo lugar, perdendo para a Beija-flor. A Império Serrano terminou em último lugar, com 390,7, e caiu para o Grupo de Acesso A. O Salgueiro somou 399 pontos. A Beija-Flor ficou em segundo, com 398 pontos; e a Portela, em terceiro com 397,9. A Império Serrano ficou na última colocação, com 390,7, e vai desfilar no grupo de Acesso A no ano que vem.