Loading...

29 de maio de 2010

LULA NÃO É ESTADISTA:

José Serra meteu o dedo na ferida. A Bolívia produz a maior parte da coca do mundo. Para onde vai tudo isso? Uma grande parte vem para o Brasil, com a omissão e cumplicidade do governo boliviano, e com a negligência do governo brasileiro.
O tucano está certo quando trouxe a questão ao debate.
A pré-candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, disse que o que Serra fez não é atitude "de estadista". Atribuir responsabilidade ao governo boliviano pela produção e tráfico de cocaína, “incriminar um governo é diferente de dizer que da Bolívia vem droga." Anteontem, Dilma já havia criticado a atitude do tucano. Ela qualificou as declarações do adversário como tentativa de "demonização" da Bolívia. Disse também que Serra não fala nada sob re a Colômbia.
Mas, a verdade é que não existe na Bolívia uma pol´tica de combate as drogas. Lá existe um grande produção que é remetida para o Brasil, com a omissão e a negligência do governo dos dois países.
O governo da Bolívia apoia abertamente o cultivo da coca. Nunca esconderam isso. O PT apoia! O governo da Colômbia combate o tráfico e combate também as farc, financiada com o dinheiro do trafico, e o PT também apoia a farc
O presidente Lula é omisso. Em vez de de tomar atitudes drásticas, prefere fazer vista grossa, corpo mole e ouvidos moucos diante de uma realidade terrível.
Infelizmente, o presidente Lula não é um estadista. Por isso, num evento que reunia estadistas, no Museu de Arte Moderna (MAM), de mãos dadas com Evo Morales, enquanto sorria para os fotógrafos, logo após a foto oficial de chefes de Estado no 3.º Fórum Mundial da Aliança de Civilizações, ironizou o ataque de José Serra ao presidente da Bolívia:
- “Vamos posar aqui, vamos fazer inveja no Serra", disse
Morales também sorria, mas não quis comentar o fato. Não quis falar da “coca”. Preferiu falar sobre a copa, opinando que o Brasil será campeão na África do Sul.
Como se vê Lula não é um estadista, é um irresponsável. Sua atitude ultrapassa a fronteira da molecagem.
O comportamento do presidente está longe do que se espera do dirigente de um país como o Brasil. Isso não é fala de um presidente para outro em público. Um presidente que faz “gracinhas” em solenidades públicas desmerece suas funções. Lula se esmera em ter atitudes e falas totalmente inadequadas para um Presidente da República. Ele não conseguiu ascender ao tamanho do cargo. Preferiu reduzir o cargo ao tamanho de seu despreparo.
Se o presidente fosse mais sensato usaria outras palavras. Poderia até dizer que ele e o Evo se recusam a falar sobre, tráfico, coca, etc. Porém preferiu fazer deboche do Serra, como o que ele disse fosse uma fantasia. O assunto é sério e não cabe deboche, nem ironia. É preciso ficar claro quem é contra o tráfico, quem é omisso e negligente.

Nenhum comentário: