Loading...

28 de maio de 2010

SERRA OCUPA HORÁRIO PARTIDÁRIO DO DEM


Aliado do PSDB, Democratas exibiram programa que enalteceu tucano

. Oposição espera que programa influencie pesquisas

O ex-governador de São Paulo e pré-candidato do PSDB à Presidência, José Serra, foi o grande destaque do programa partidário do DEM, exibido nesta quinta-feira em cadeia nacional de rádio e TV.
O ponto alto do programa do DEM foram trechos do discurso que Serra fez no Encontro Nacional do dia 10 de abril, que reuniu PSDB, DEM e PPS. Do discurso longo, deu-se destaque aos seguintes temas:agricultura; meio ambiente; segurança pública; Justiça..
O partido também deu ênfase ao trecho em que o tucano diz que um governo deve unir a nação, sem incentivar as disputas. No discurso, Serra pregou a unidade do país, numa crítica indireta ao governo Lula:
- “Um governo deve sempre procurar unir a nação. De mim, ninguém deve esperar que estimule disputas de pobres contra ricos, ou de ricos contra pobres. (...) Lutamos pela união dos brasileiros e não pela sua divisão. Vamos trabalhar somando, agregando. Nunca dividindo. Nunca excluindo”
Coube ao senador Agripino Maia (RN) a única referência explícita ao PT, partido, que, segundo ele, semeia a discórdia. Paulo Bornhausen (SC), líder do DEM na Câmara, fez a abertura. Trecho do discurso do deputado Rodrigo Maia (RJ), presidente da legenda, também foi ao ar. O prefeito Gilberto Kassab, de São Paulo, foi o segundo que mais apareceu: destacou as parcerias com o governo do Estado na cidade.
Além do programa do DEM e o do PSDB, que vai ao ar dia 17 de junho, o tucano será protagonista também dos programas dos aliados PPS e PTB. Integrantes do DEM admitem que poderão ter problemas na Justiça Eleitoral, pois antes da exibição do programa do DEM, o PT acionou o TSE ,para tentar impedir a sua transmissão. Mas o corregedor-geral eleitoral, Aldir Passarinho Junior, rejeitou o pedido alegando que não poderia fazer censura prévia ao programa partidário. Para os dirigentes do DEM é certo que o PT ingressará na Justiça novamente.
O programa do DEM enfatizou as ligações de Serra com os trabalhadores: o pai pobre, a criação do FAT, o Seguro Desemprego e a homenagem prestada aos operários que criaram o Rodoanel. O conjunto resultou otimista e triunfalista.
O programa apresentou uma mensagem absolutamente clara, sem ambigüidades. Não se falou em eleição, nem houve pedido de votos. O que o programa apresenta como mensagem é que Serra é o melhor para o Brasil conquistar mais do que já tem. O conteúdo revela uma grande e importante diferença entre os dois programas: o do PT atacou Serra; o do DEM não atacou Dilma Rousseff.

Nenhum comentário: