Loading...

5 de junho de 2010

RESUMO DOS JORNAIS: FOLHA DE SÃO PAULO



Manchete: Ficha Limpa se torna lei sem data para começar

Justiça vai definir se regra que veta candidatura de condenados valerá já neste ano
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou ontem sem vetos a lei do Ficha Limpa, que impede a candidatura de pessoas com condenação na Justiça. O projeto foi resultado de uma iniciativa popular que obteve 1,6 milhão de assinaturas.
Não está definido, porém, se a lei valerá para a eleição deste ano. Outra dúvida é se ela inclui casos de políticos já condenados ou só será aplicada a sentenças proferidas após sua promulgação. Nos dois casos, a Justiça terá de se pronunciar.
A nova lei torna inelegível quem tenha sido condenado por decisão colegiada (mais de um juiz), mas permite que o político recorra à um colegiado para obter a suspensão da pena. Ela atingirá condenados por crimes eleitorais, entre outros.
Procuradores eleitorais criticaram a sanção. Segundo eles, a lei deixa de fora políticos que tenham as suas contas rejeitadas pelos tribunais de contas. O Ministério Público avalia que condenações judiciais podem demorar anos. (Págs. 1 e A4)

Jornalista e delegado são pivôs do caso dossiê

O repórter Amaury Ribeiro Jr., que investigou José Serra, e o delegado Onésimo de Souza falaram com membros da campanha de Dilma Rousseff, apurou a Folha.
Aposentado da PF, Onésimo pediu R$ 180 mil para investigar se funcionários da campanha do PT tinham relação com o PSDB. O QG de Dilma não aceitou. (Págs. 1 e A8)

Taxa de emprego nos EUA derruba as Bolsas

As Bolsas no mundo caíram após o anúncio de que, dos 431 mil empregos criados nos EUA em maio, 411 mil foram contratações temporárias do governo.
O medo de um calote da Hungria também ajudou o índice Dow Jones, de Nova York, a despencar 3,15%. A Bolsa de Paris caiu 2,86%, e a Bovespa, 2,01%. (Págs. 1 e B1)

Vazamento nos EUA começa a ser selado, mas óleo se espalha
A petroleira BP teve êxito parcial na tentativa de selar o vazamento de um de seus poços no golfo do México.
Ligando um sifão à válvula do poço para bombear o óleo a um navio tanque, técnicos capturam agora l.000 barris de petróleo dos cerca de 15 mil que vazam por dia.
A mancha de óleo atingiu pela primeira vez uma praia da Flórida. Mais de 100 milhões de litros já foram despejados no mar desde o início do vazamento. (Págs. 1 e A18)

Foto legenda: Pelicano coberto de óleo em praia de ilha na Louisiana (EUA)

Final feliz na caserna

Dois anos após assumirem sua homossexualidade e mobilizarem a Polícia do Exército, os sargentos Laci de Araújo (da ativa) e Fernando Aicântara (licenciado) vivem tranquilos na Vila Militar como a primeira família abertamente homoerótica do Exército, relata Laura Capriglione. (Págs. 1 e C8)

Novo na Folha: Claudio W. Abramo aborda agenda oculta dos candidatos (Págs. 1 e A8)

Depoimento: Ouvi tiros e vi que os soldados israelenses atiravam para matar

Ouvi tiros e temi pela vida dos meus companheiros. Vi corpos sendo carregados.
Podia esperar que os soldados atirassem no ar. Em vez disso, vi que tinham atirado para matar. (Págs. 1 e A12)

Iara Lee era a única brasileira no navio humanitário atacado por Israel

Editoriais
Leia "Renovar a agenda", que comenta perspectivas para a economia brasileira; e "Adoção polêmica", sobre a criação de filhos por casais gays. (Págs. 1 e A2)


Primeira Página
Ficha Limpa se torna lei sem data para começar
Jornalista e delegado são pivôs do caso dossiê

Editorial
Renovar a agenda
Adoção polêmica

Opinião
São Paulo - Fernando de Barros e Silva: Esse Paulinho
Brasília - Fernando Rodrigues: Guerra Fria
Cesar Maia: Razões do voto e medo
Painel do leitor
Erramos

Colunas
Painel
Claudio Weber Abramo
Clóvis Rossi
Walter Ceneviva
Vaivém :: Mauro Zafalon
Roberto Rodrigues
Mônica Bergamo
Drauzio Varella

Tendências | Debates
Thomas Lewinsohn, Jean P. Metzger, Carlos Joly e Ricardo Rodrigues: O tiro sai pela culatra
Aldo Rebelo: Legislação atual é inaceitável

Poder
Ficha Limpa é sancionado, mas alcance da lei é incerto
Brecha favorece congressistas com "ficha suja"
Em SP, 8.000 presos estão cadastrados para votar na eleição
STF quebra sigilo de deputado acusado de fraudar licitação
Dilma se diz "injustiçada" por acusações de Serra
Lula recebe 5ª multa do TSE por propaganda em favor de petista
Jornalista e delegado são pivôs de intriga do dossiê
Justiça: Petistas vão questionar declarações
Mudança de estratégia durante uma campanha eleitoral é questão de ênfase
Dilma ganha "repente eleitoral" e jingle em evento de petroleiros

Mercado
Criação de vagas decepciona nos EUA
Afetada por dados americanos e Hungria, Bolsa de SP recua 2%
Hungria diz que pode ser próxima Grécia
Crise europeia ainda não está dimensionada, diz Meirelles
Brasil formaliza injeção de recursos no FMI
O americano que reivindica Serra Pelada
Para advogado de sócios, Smith age com má-fé
Empresas querem extrair ouro já em 2011
Prazo para adoção de certificados digitais é estendido
Produtor rural já vende energia elétrica
Vinhoto tem potencial para superar açúcar
Baixa pode ser "um tempo" para a economia mundial se refazer
Acionistas da Portugal Telecom decidirão venda da Vivo no dia 30
Petrobras anuncia descoberta de óleo leve na bacia de Campos
Prevendo semestre "difícil", maior siderúrgica chinesa reduz preços
Garimpeira fingiu ser travesti para entrar em Serra Pelada
Setor calçadista recorre a carro de som para contratar em Franca

Mundo
Sob tensão, novo navio de ativistas ruma a Gaza
O que aconteceu conosco acontece em Gaza
Governo turco sobe o tom contra Israel
"Ancara vê chance de aumentar sua projeção regional"
China e Rússia querem cautela ao votar sanção ao Irã, diz chanceler

Ciência
BP consegue conter 7% do vazamento

Cotidiano
Viúvo de casal gay também tem direito a pensão, diz AGU
Médicos alertam para a influência da indústria
Final feliz na caserna

Esportes
Professor

Saúde
De cada quatro receitas médicas, uma é desprezada




Nenhum comentário: