Loading...

12 de junho de 2010

RESUMO DOS JORNAIS: FOLHA DE SÃO PAULO


Manchete: Dossiê do PT traz dados fiscais sigiloso do dirigente tucano
Equipe da pré-campanha de Dilma investigou Eduardo Jorge; presidente petista nega envolvimento do partido.
A chamada "equipe de inteligência" da pré-campanha de Dilma Rousseff, do PT, levantou e investigou dados fiscais e financeiros sigilosos de Eduardo Jorge Caldas Pereira, vice-presidente executivo do PSDB.
Eduardo Jorge, conhecido como EJ, foi secretário da Presidência na gestão Fernando Henrique Cardoso. O grupo pré-campanha de Dilma obteve documentos de três depósitos na conta dele, de ao todo R$ 3,9 milhões, e outros dados do seu Imposto de Renda.
EJ confirmou os dados e disse que eles só poderiam ter sido obtidos quebrando seu sigilo fiscal: "É um completo absurdo". O presidente do PT, José Eduardo Dutra, negou envolvimento do partido: "Repudiamos operações ilegais". (Págs. 1 e A4)

Reajuste de convênios de saúde vai bater inflação
Os planos de saúde terão mensalidades aumentadas em até 6,73% neste ano.
A inflação oficial ficou em 5,26% no período de maio de 2009 a abril de 2010.
Segundo agência reguladora, o reajuste reflete alta de custos. Para o Idec, entidade de defesa do consumidor, há "abuso". (Pág. 1 e Cotidiano, pág. 2)

Correios obtêm seu menor lucro no governo Lula
Os Correios tiveram em 2009 seu menor lucro desde que Lula assumiu a Presidência, em 2003: R$ 177 milhões, ante R$ 801 milhões em 2008. O resultado foi afetado pelo rombo de R$ 1,43 bilhão em fundo. (Págs. 1 e B4)
Bater ou não bater
Pré-candidato do PSDB ao Planalto, José Serra tenta, ao mesmo tempo, não bater de frente com o presidente Lula e mostrar que é o candidato mais capaz de sucedê-lo no cargo. (Pág. 1 e Poder, pág. 2)

Guilherme Leal, o vice, doou para a campanha de Marina R$ 1 mi (Págs. 1 e A12)

Fernanda Torres: Eleição é como um Corinthians versus Palmeiras
A política é um sistema complexo sujeito tanto às grande intempéries da história quanto às vaidades pessoais mais mesquinhas, formado por punhaladas nas costas. Mas a corrida eleitoral, tão bruta quanto uma final de Corinthians e Palmeiras, não comporta meios termos. (Págs. 1 e A14)

Editoriais
Leia "O jogo não acabou", sobre o crescimento do PIB; e "Consórcios paralelos", acerca de novas medidas para combater cartéis em licitações públicas. (Págs. 1 e A2)

Primeira Página
Dossiê do PT traz dados fiscais sigiloso do dirigente tucano
Reajuste de convênios de saúde vai bater inflação
Correios obtêm seu menor lucro no governo Lula
Bater ou não bater
Guilherme Leal, o vice, doou para a campanha de Marina R$ 1 mi

Editorial
O jogo não acabou
Consórcios paralelos

Opinião
São Paulo - Fernando de Barros e Silva: No tabuleiro da baiana
Brasília - Fernando Rodrigues: A força de uma ideia
Fernanda Torres: Humpty Dumpty

Colunas
Painel
Painel FC na Copa

Tendências | Debates
Roberto Padovani: O país pode controlar o deficit externo
Raul Velloso: Forte ritmo pressiona contas externas

Poder
Dossiê traz dados sigilosos da Receita contra tucano
Partido nega estar envolvido em ação ilegal
Dilma nega uso de nota fria na campanha
PT paga aluguel em dinheiro, diz dono do imóvel
Entidades elogiam validade do Ficha Limpa já para este ano
Após sanção, lei tem pela frente corrida de obstáculos
Vice de Marina diz que já doou R$ 1 mi à campanha
PV deixará de usar sala de Leal e sócios
Marina quer usar militares para proteger a Amazônia
Serra dirá que PT despreza instituições
Sob pressão tucana, Alckmin intensifica campanha em SP
Temer virou vice contra a vontade de Lula
Bater ou não bater
Em convenção, Temer deve ter 85% dos votos
PDT faz convenção hoje sem ter nome para vice de Mercadante
José Serra (PSDB) Bater ou não bater
PT impõe apoio aos Sarney no Maranhão
Contra Serra-Aécio, Lula barrou chapa petista em MG
Dilma se diz preparada para ganhar debates
Governo apura cartel em obra da Sabesp
Empresas não comentam as acusações

Mercado
Prêmio Nobel defende uma economia do bem-estar
Disputa em leilão rende desconto de 31%
Copel vai entrar em SP, território da Cesp
Fundos estatais terão até 30% de Belo Monte
Mais econômico e renovável, etanol conquista os consumidores brasileiros
Correios têm o menor lucro da era Lula
Conncurso atrai 1 milhão e atrasa
Emprego industrial sobe, mas não volta ao nível pré-crise
Juros e crise da Europa podem afetar recuperação do setor
Senado deixa de fora alta da alíquota dos royalties
Copa reduz negócios, e Bolsa sobe 0,88%; dólar fecha a R$ 1,816
A nova lição para a resistente Ásia
Brasil é exemplo de reação dos jornais, afirma revista
Bloomberg lança serviço de notícias em português
Chanceler de FHC prega Brasil ocidental


Mundo
Venezuela ordena prisão de dono de TV
Ahmadinejad descarta romper com a AIEA e corteja Pequim


Cotidiano
Planos vão aumentar acima da inflação


Esportes
Morumbi-14 não é problema federal

Nenhum comentário: