Loading...

1 de junho de 2010

RESUMO DOS JORNAIS: CORREIO BRASILIENSE



Manchete: Uma bomba-relógio chamada Detran
Sistema do Departamento de Trânsito pode sofrer pane a partir de amanhã. A autarquia não terá meios para emitir Carteira de Habilitação ou documento referente ao veículo. A empresa responsável pelo serviço de informática não recebe desde fevereiro. O GDF aguarda parecer para retomar pagamentos (Págs. 1 e 31)

Israel revolta o mundo

Em alto-mar, nove mortos e 30 feridos. Nos quatro cantos do mundo, revolta e perplexidade por causa do ataque desferido pelo exército israelense contra uma florilha com donativos para os palestinos refugiados na Faixa de Gaza. Os protestos se espalharam em Atenas, Paris e Washington. Diplomatas foram convocados em vários países para explicar a ação comandada por Telavive. Em nota, o Itamaraty condenou a ofensiva. “É algo que realmente necessita de algum tipo de ação da ONU”, disse o ministro Celso Amorim. (Págs. 1, 24 e 25)

Câncer de mama pode ter vacina

Uma fórmula desenvolvida nos EUA preveniu a formação de tumores em ratos e agora será testada em mulheres. Mas o produto só deve entrar no mercado em 10 anos. (Págs. 1 e Saúde, 29)


Primeira página

Israel revolta o mundo
Fantasmas tinham dívidas

Opinião
Visão do Correio :: Brasília sob ameaça de caos
Um governo débil :: Carlos Alexandre
A impunidade dos corruptos :: Almir Pazzianotto Pinto

Colunas
Nas Entrelinhas :: Alon Feuerwerker
Brasília-DF :: Luiz Carlos Azedo
Brasil S/A :: Antonio Machado
Visto, Lido e Ouvido :: Ari Cunha

Política
Bolsa ajuda, mas a miséria persiste
Confisco em nome de dívida
Discurso para a plateia
Para pegar o embalo do Ficha Limpa
Aeroportos operam no limite

Economia
Pobres pagam mais
Corte menor do que o prometido
Proibido entrar em greve
Governo não quer apagão na Copa
BNB não cobra R$ 1,5 bi
Seguro contra incertezas
Roubini ainda vê risco de recessão
Mais calote na Europa

Brasil
Gripe comum à solta
Empresas não podem mais exigir teste de HIV

Mundo
Israel ataca...e se defende
Cineasta brasileira aguarda deportação

Nenhum comentário: