Loading...

1 de junho de 2010

DOCUMENTO DAS CENTRAIS FALA EM "EVITAR RETROCESSOS! NA ELEIÇÃO





Autor(es): Agencia o Globo/Leila Suwwan
O Globo - 01/06/2010



Evento deve reunir mais de 30 mil sindicalistas hoje no Pacaembu




O manifesto político a ser aprovado hoje no evento das centrais sindicais conclama o setor a “evitar retrocessos” nas eleições deste ano e “eleger candidatos comprometidos com as bandeiras da classe trabalhadora”, sem citar nomes.

As entidades responsáveis — CUT, Força Sindical, CGTB, CTB e Nova Central — negam que o ato será eleitoreiro, e o convite à pré-candidata Dilma Rousseff (PT) foi retirado.

O custo da Conclat (Conferência Nacional da Classe Trabalhadora) não foi divulgado.

As centrais foram reconhecidas pelo governo em 2008 e passaram a receber parte da arrecadação do imposto sindical.

O valor repassado neste ano supera R$ 80 milhões.

É aguardada a presença no estádio Pacaembu de cerca de 30 mil sindicalistas e militantes sociais e políticos — haverá discursos de partidos da base aliada: PT, PMDB, PCdoB, PDT e PSB. A prefeitura mobilizou seguranças e um esquema especial de trânsito. As cinco centrais reservaram setores separados para seus filiados e preveem protestos, como a campanha contra o “confisco” de rendimentos do FGTS, organizada por uma ONG. Os organizadores pediram aos participantes que “não aceitem provocações” e anunciaram a distribuição de lanches e bandeiras.

“Nossa presença ativa no processo e no debate eleitoral deve buscar impedir retrocessos e garantir e ampliar direitos dos trabalhadores. Por isso, é fundamental eleger candidatos comprometidos com as bandeiras da classe trabalhadora”, diz o documento, que apresenta mais de 270 reivindicações.

O documento, alvo de discussão interna entre as centrais, não cita Dilma, como chegou a ser cogitado. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o governador Alberto Goldman (PSDB) e o prefeito Gilberto Kassab (DEM) foram convidados, mas não devem comparecer

Nenhum comentário: