Loading...

2 de agosto de 2011

Resumo dos Jornais: VALOR ECONOMICO

Primeira Página
Manchete: Plano Brasil Maior sai e desonera folha de salários

Alertada por líderes empresariais da necessidade de medidas de forte impacto na nova política industrial, a presidente Dilma decidiu, com seus ministros, garantir o corte de impostos sobre as folhas de salários em empresas que empregam muita mão de obra, como as dos setores de têxteis, calçados e móveis. Ela também anunciará hoje decreto para privilegiar fabricantes nacionais em compras de governo nos setores de Informática e Telecomunicações, Defesa e Saúde.
Ontem à noite, Dilma reuniu-se com ministros para definir os detalhes finais do "Plano Brasil Maior". A Polícia Federal será convocada a participar de um grupo formado pela Receita Federal e a Secretaria de Comércio Exterior, para combater fraudes nas importações. (Págs. 1 e A3)

Kirin compra a Schincariol por R$ 4 bi

A Kirin, tradicional fabricante japonesa de cerveja e refrigerantes, comprou 50,45% da Schincariol, segunda maior cervejaria do Brasil, por R$ 3,95 bilhões. Pela operação, fechada ontem, os japoneses compraram a parte do capital pertencente aos sócios Adriano Schincariol, presidente da companhia, e de seu irmão Alexandre Schincariol. O restante do capital (49,5%) continua sendo dos primos Gilberto e José Augusto Schincariol.
A Kirin, que faturou US$ 26,7 bilhões em 2010, interessou-se pelo negócio há quatro meses. Metade da dívida líquida da cervejaria brasileira, de R$ 1,1 bilhão, está sendo assumida pela Kirin. Adriano Schincariol deve permanecer no comanda por pelo menos um ano. (Págs. 1 e D3)

Acordo preserva os EUA de choque fiscal

O acordo para elevar o teto da dívida e reduzir o déficit orçamentário dos EUA poderia desacelerar ligeiramente o crescimento econômico do país no próximo ano, num momento em que a recuperação continua frágil. O acordo, porém, pode também elevar a confiança entre os investidores, empresas e consumidores porque elimina as incertezas e porque é um passo na direção de uma redução do déficit.

A primeira rodada de cortes de gastos será feita no ano fiscal 2012, que começa em outubro. Os gastos discricionários, que precisam de aprovação do Congresso, cairiam em US$ 25 bilhões, ou 2,1%, em relação ao valor projetado pelo CBO, órgão do Congresso que assessora os partidos em temas orçamentários. Os cortes reduziriam entre 0,1 e 0,2 ponto percentual a taxa de crescimento. O projeto de lei pede outros US $ 47 bilhões em cortes de gastos discricionários no ano fiscal de 2013, uma redução de 3,9% em relação à estimativa do CBO. (Págs. 1 e A9)

 
Produção industrial global perde fôlego

 
A produção industrial global está próxima da estagnação, confirmando que a desaceleração na economia mundial é forte e ampla. Cresce o sentimento no mercado de que o aperto fiscal nos EUA e na Europa vai travar a economia internacional por vários anos, afetando o comércio internacional, os mercados de ações, os preços de commodities industriais e mantendo as taxas de juros baixas por mais tempo do que se previa. (Págs. 1 e A8)

Foto legenda: Planejamento estratégico

O plano do grupo de publicidade Publicis para o Brasil está traçado. Maurice Lévy, CEO mundial, diz ao 'Valor': "Nossa ambição é nos tornarmos o primeiro ou segundo ator em dois ou três anos".(Págs. 1 e B6)

Asiáticos farão máquinas pesadas no país

Quatro gigantes asiáticos da indústria de máquinas pesadas de construção devem desembarcar no Brasil nos próximos dois anos e investir US$ 610 milhões na construção de fábricas no país. A necessidade de grandes investimentos em infraestrutura, mineração e habitação atraíram as sul-coreanas Hyundai e Doosan e as chinesas Sany e Xuzhou Group.

Todas já testaram o mercado com importações. As vendas de máquinas da Hyundai no Brasil, por exemplo, mais do que triplicaram em 2010 e o grupo anunciou plano de investir US$ 150 milhões em uma fábrica em Itatiaia. (Págs. 1 e B1)

Como educar o investidor?

No contexto atual de expansão econômica, renda e oferta de crédito maiores, a educação financeira se torna mais importante. O tema entrou na pauta do governo e começa a ganhar as salas de aula. Mas, alertam os especialistas, deve ser assunto também de família, para adultos e crianças. Ser um investidor bem informado e educar financeiramente os filhos são cruciais para o futuro de cada um - e do país. A ValorInveste circula hoje para assinantes e venda em bancas. (Págs. 1 e Revista)

ViaQuatro prevê receitas de R$ 540 mi por ano com metrô, diz Valença (Págs. 1 e B7)


Brasil começa a criar regulamentação para agências de rating (Pág. 1)

Países e empresas entram na era da ciberguerra (Págs. 1 e A12)

Energia sem termelétrica

A seca habitual de inverno este ano demorou mais a chegar nas áreas onde estão localizados os reservatórios de usinas hidrelétricas. Até o dia 31 de julho, não foi preciso acionar usina termelétrica. (Págs. 1 e A2)

 
Cautela argentina

Ao contrário do que afirmam funcionários do governo em Brasília, a Argentina vê com cautela a proposta brasileira de aumentar as tarifas de importação do Mercosul para proteger a indústria contra produtos chineses. (Págs. 1 e A3)

Campanhas salariais

Os reajustes salariais do segundo semestre não pressionarão a inflação. Esta é a avaliação da equipe econômica do governo, contestada por metalúrgicos, petroleiros e bancários, que começam a negociar aumentos nos salários. (Págs. 1 e A4)

 

Shopping com jardim

Redescoberto pelo mercado imobiliário, o paisagismo e começa a ser item obrigatório nos pianos de shoppings - inclusive aqueles direcionados à classe C. Nos últimos 12 meses, a Landscape dobrou o número de projetos para esses espaços. (Págs. 1 e B5)

Embaré no Sudeste

Depois de cinco décadas vendendo leite em pó sobretudo para a região Nordeste, a mineira Embaré estreou ontem um novo produto para tentar reforçar sua presença no Sudeste. (Págs. 1 e B12)

 
HSBC sai de crédito para veículos

O HSBC Brasil está saindo do ramo de financiamento de veículos para não clientes. O banco suspendeu a oferta de crédito em 300 concessionárias e revendas. A instituição estaria negociado a venda da carteira para o PanAmericano. (Págs. 1 e C1)

 
Parcerias da Cielo
A Cielo fechou parceria com a Credicard e já está aceitando em suas máquinas transações com o Diners Club International. O acordo também contempla a captura de operações com os cartões da Discover. (Págs. 1 e C7)

Ideias

Antonio Delfim Netto
O Tesouro dos Estados Unidos não enfrenta problema de solvência e muito menos de liquidez. (Págs. 1 e A2)
Luiz Gonzaga Belluzzo
Graças a estratégias eficazes, os chineses não só crescem acima da média mundial com elevada taxa de investimento. (Págs. 1 e A11)

Editorial
PAC 2 confirma o ritmo lento dos investimentos

 
Opinião
Em busca de profissionais com uma boa qualificação :: Miguel Jorge

Frase

Colunas

Raymundo Costa
Antonio Delfim Netto
Luiz Gonzaga de Mello Belluzzo
Daniele Camba
Eduardo Campos

Política

Pauta econômica ganha prioridade na volta do recesso
Ampliação da base divide petistas
Planalto considera reduzidas as chances de Jobim ser demitido
"Todos sabiam de minha relação com Serra"
Rossi nega crise no PMDB e Jucá desculpa-se por acusações do irmão
Juízes federais reivindicam vaga de Ellen
Repartição do FPE deve envolver royalties e ICMS, diz estudo
Peri só pode ser julgado pelo STF

 
Brasil

Plano prevê tributo menor na exportação e nos investimentos
Importação de carros volta a crescer e supera US$ 1 bi em julho
Argentina reluta em aceitar aumento temporário da TEC
Empresas propõem revisão da parceria entre Brasil e UE

Curtas

Disputa entre setor elétrico e São Paulo no STF pode mudar cobrança de ICMS
Sem uso de usinas termelétricas, energia fica mais barata este ano
Chuvas no PR afetam 120 mil
Desaceleração reduzirá força de sindicatos, avalia governo
Centrais organizam passeata de lideranças em São Paulo
Construtoras rejeitam negociação em canteiro de obras
Mercado eleva de novo projeção para inflação

 
Internacional

Aperto fiscal deve ter efeito pequeno nos EUA em 2012
Plano avança pouco na redução do déficit
Temor com a economia dos EUA faz mercado reagir mal
Indústria global perto da estagnação
Brasil atuará em mediação na Síria

 
Especial
Era da ciberguerra começou e envolve países e empresas

Empresas & Tecnologia

Asiáticos invadem mercado de máquinas e acirram disputa
Real valorizado favorece importações
TAM faz reestruturação do alto escalão
ANS inclui 69 itens médicos obrigatórios
Bombardier almeja 30% do mercado de jato executivo
Parceria inédita traz fábrica da JAC ao Brasil
Cai a contratação de terceiros para a administração da logística interna
Mercado imobiliário vai crescer acima do PIB
Setor busca novos modelos para expandir atuação

 
Finanças

HSBC negocia venda de carteira de veículos para o PanAmericano
Agência de rating deverá ter registro na CVM
Indústria naval deve ter R$ 9 bi em financiamento
América Latina e Ásia passam ilesos de cortes do HSBC

Investimentos

Defesa com mercado interno
Caso George Soros mostra temor dos ricos com novas regras nos EUA
Ações da Oi reagem à relação de troca
Petrobras prepara eleição de empregado conselheiro
O desafio de voltar ao trabalho após a penitência

 
Agronegócios
Milho transgênico chega a 65% da safra

Curtas

Rússia cobra explicação para fim de embargo
Vale Fertilizantes lucra R$ 115 milhões
Apesar do preço alto, governo descarta intervir no mercado
Embaré estreia no segmento de longa vida

Legislação & Tributos
Supremo volta a julgar o Funrural inconstitucional

Destaques
Judiciário não pode corrigir tabela do IR
Ministros mantêm retenção de 11% sobre valor de nota fiscal
As vítimas civis da guerra fiscal
STF não define alíquota de ICMS

 

Nenhum comentário: