Loading...

2 de agosto de 2011

Resumo dos Jornais: O ESTADO DE MINAS




Primeira Página



Manchete: Dívida de Minas vira bomba-relógio

Se o governo federal não ceder e mantiver o indexador da dívida dos estados, Minas Gerais pode ter de pagar conta estratosférica a partir de 2028, comprometendo até 40% da sua receita líquida real. O saldo devedor, negociado em 1998, era de R$ 15 bilhões. Hoje, mesmo após o pagamento de R$ 17 bilhões, saltou para R$ 57 bilhões. O grande vilão do endividamento é a aplicação do IGP-DI (20% ao ano incluindo juros), que afeta também outros estados. Os secretários de Fazenda estão mobilizados para adoção da taxa Selic (9,5% ao ano), usada pelo governo federal. “Essa indexação transformou-se em monstro devorador dos recursos”, diz o secretário mineiro, Leonardo Colombini. (Págs. 1, 3 e Editorial, 10)

Obama junta os cacos após aprovar acordo

A Câmara dos EUA aprovou ontem o aumento do teto da dívida em US$ 2,1 trilhões. A expectativa agora é de que o Senado também aprove hoje, já que os democratas são maioria na Casa. O acordo causou alívio no país e no mundo porque evita calote. Mas tem alto preço para o presidente Barack Obama. Além do desgaste político e de ter ido a público pedir aos americanos para pressionar os congressistas por um consenso, ele terá de recuperar a economia, que patina desde a crise de 2008 e apresenta resultados cada vez mais desanimadores. Analistas avaliam que o calote foi substituído pela desaceleração da economia. (Págs. 1 e 12)
Apreensão faz bolsas fecharem no vermelho (Págs. 1 e 13)
BC não teme crise mundial
Alexandre Tombini, presidente do Banco Central, diz a empresários mineiros que Brasil está preparado para turbulência financeira. (Págs. 1 e 13)

Foto legenda: Novo visual

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, apareceu ontem em ato público com o cabelo raspado. Ele brincou com os efeitos do tratamento da quimioterapia a que foi submetido após remoção de tumor. (Págs. 1 e 17)
Família de engenheiro morto no Peru suspeita de envenenamento
O corpo do mineiro Mário Augusto Soares Bittencourt foi encaminhado ontem ao IML de Belo Horizonte a pedido de parentes. A suspeita da família é de que ele e o geólogo Mário Gramani Guedes tenham sido envenenados. Certidão de óbito emitida pelo consulado em Lima aponta edemas pulmonar e cerebral como causas das mortes. (Págs. 1 e 19)
Fertilizante vira droga para jovens
Anvisa decide hoje se considera o estimulante mefedrona, conhecido como Miau-Miau, uma droga ilícita ou se apenas controla venda para a agricultura. Produto tem sido usado em baladas de clubes noturnos. (Págs. 1 e 21)
Entrega de água e gás vai encarecer
Lei que entra em vigor na quinta-feira obriga motos a ter reboque para carregar os produtos. Empresas dizem que isso deve provocar reajuste de 10% ao consumidor. (Págs. 1 e 14)
Vereadores de fronteira vão continuar na cadeia. (Págs. 1 e 5)
Arte livre: Licença para músicos deixa de ser obrigatória (Págs. 1 e 8)

Editorial

Passageiros maltratados
Hora de fazer justiça

Opinião

Frases

Piratear é barato :: Márcia Cunha
A praga eleitoral do caixa 2 :: Luiz Márcio Victor Alves Pereira

Colunas

Brasil S/A:: Antônio Machado
Em dia com a política :: Baptista Chagas de Almeida

 
Política

Sinal vermelho nas contas do governo
Tribunal de Contas sob controle
Retorno em ritmo acelerado
Anastasia faz pouco caso de pane em voo
Na cadeia e de bolso vazio
Temer é opção para a Defesa
Congresso com a corda esticada
Tolerância zero na Esplanada
PMDB é novo alvo da crise
Discurso em defesa do PR
Em busca de provas
Ponte livre dos superpesados

Economia

Alívio após acordo da dívida
Mais um round na briga por minério
Embaré entra no mercado de leite
Novas regras e novo preço
Alta em preço de açúcar
Tombini: Brasil está preparado para crise

 
Nacional

Músicos podem exercer a profissão sem registro
Chuvas castigam 120 mil no Paraná
Medicina paliativa vira especialidade

 
Gerais

Dor e mistério sem fim
Nova droga na mira da Anvisa
Dose única contra a gripe
Retorno focado nos vestibulares

 
Internacional
Domingo sangrento
Tanques contra civis
Giro pelo mundo

Nenhum comentário: