Loading...

2 de agosto de 2011

Resumo dos Jornais: O ESTADO DE SÃO PAULO

Primeira Página



Manchete: Acordo nos EUA indica fragilidade e derruba bolsas

Mercado teme que o corte orçamentário previsto no acerto em Washington possa causar recessão

Os mercados concluíram que a economia dos EUA continua fraca, situação que tende a agravar-se com os cortes de despesas definidos na negociação política para elevar o teto da dívida do país. Resultado: as bolsas de valores abriram a semana com baixas em todo o mundo. Houve queda em São Paulo (0,49%), Nova York (0,09%), Frankfurt (2,86%) e Londres (0,70%). O acordo, que foi aprovado ontem na Câmara e seria votado hoje no Senado, prevê elevação do teto da dívida em US$ 2,4 trilhões (hoje são US$ 14,3 trilhões). Em troca, o governo Obama se compromete com reduções orçamentárias de até US$ 4 trilhões até 2022. O raciocínio dos investidores é que, com o corte, o governo americano tira dinheiro da economia. Além disso, há a possibilidade de rebaixamento do rating (nota de crédito) dos títulos dos EUA pelas agências de classificação de risco. (Págs. 1 e Economia B1, B3

 
'Brasil está preparado'

O Brasil está preparado para um agravamento da situação econômica de países como os EUA, disse o presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, destacando a reserva do País em moeda estrangeira. (Págs. 1 e Economia B4)

Artigos

Paul Krugman

Acordo é um desastre



A solução para a dívida americana será prejudicial para uma economia já fragilizada; quanto ao déficit a longo prazo, provavelmente vai piorar, não melhorar. (Págs. 1 e Economia B4)

 
José Paulo Kupfer

Um mundo sem 'AAA'

Um rebaixamento dos títulos do Tesouro dos EUA não significa reviravolta nas escolhas dos ativos mais seguros. Títulos "AA" podem ser os novos “AAA". (Págs. 1 e Economia B5)

Síria amplia repressão em mês sagrado

As forças do governo da Síria intensificaram a repressão à oposição no primeiro dia do Ramadã, o mês sagrado islâmico. Nos últimos dois dias, mais de cem pessoas foram mortas. Já os EUA ampliaram seus esforços para que o Conselho de Segurança da ONU aprove resolução condenando a violência do regime de Damasco. (Págs. 1 e Internacional A11)
Prefeitura de SP paga por exame não realizado

A Prefeitura de São Paulo paga à Fundação Instituto de Pesquisa e Diagnóstico, organização social ligada à Unifesp, por quantidades predeterminadas de exames, mesmo que eles não sejam realizados. O contrato está sendo auditado. (Págs. 1 e Vida A15)

Crianças e adolescentes fazem arrastões em SP (Págs. 1 e Cidades C3)
Corinthians se diz certo de que abrirá a Copa (Págs. 1 e Esportes E1)

Dora Kramer

Torcida contra

 
Acho que os oposicionistas torcem pelo pior, como defende o ex-presidente Lula, é supor que a inflação não doa no bolso de todos. (Págs. 1 e Nacional A6)

Notas e Informações

O acordo contra o calote

Acabou em poucas horas a comemoração do acordo para se evitar o calote do Tesouro dos EUA. (Págs. 1 e A3)

 
Editorial

O acordo contra o calote
A chacina do Ramadã
Aliando-se ao ''inimigo'' chinês
O ministro da Fazenda foge das críticas à nova política

Espaço Aberto

A defesa no sentimento nacional :: Mario Cesar Flores
Acordo na beirada :: Ilan Goldfajn

Colunas

Direto da Fonte :: Sonia Racy
Sem intervalo :: Cristina Padiglione
Celso Ming
José Paulo Kupfer
Dora Kramer

Opinião

A dívida e os empregos nos Estados Unidos :: José Pastore
 
Nacional

Na esteira da ''faxina'' de Dilma, oposição quer levar cinco ministros ao Congresso
Dilma escala Gleisi para fazer cobranças diárias aos colegas
Planalto chama PR antes de ex-ministro discursar
Filha de superintendente ganha promoção no Dnit
Jobim diz não ser um ministro ''dissimulado''
''Fichas-sujas'' querem salários retroativos
Siglas temem que prévia contagie eleição
''Se você faz, é difícil evitar as próximas''
Nascimento acena com discurso conciliador no Senado
PSDB filia e lança candidatos sindicalistas

Economia

EUA ainda preocupam e bolsas caem
Câmara dos EUA aprova o acordo
Atividade industrial ruim eleva tensão
Brasil está preparado se crise nos EUA se agravar, diz Tombini
Bancários querem 5% de aumento real nos salários
Governo quer acelerar devolução de R$ 24,5 bi
Superávit de US$ 3,14 bi bate recorde
CNI alerta para perdas no mercado
Ipea apura desvio de IED para setor não produtivo
Caixa retoma Minha Casa, Minha Vida
Importação de derivados pode subir de 5% para 40%
Usinas térmicas a gás podem ficar desligadas
Infraestrutura teve só 2,32% do PIB em 10 anos
JAC terá fábrica de R$ 900 mi no Brasil
Foxconn planeja ''contratar'' 1 milhão de robôs até 2014
Investimento bilionário no Brasil ainda está no papel

Vida&

Planeta
Músicos poderão exercer profissão sem registro, diz STF

 
Internacional

Síria amplia matança com tanques e EUA buscam no CS apoio contra Assad
Mediação do Brasil é vista com ceticismo
UE amplia sanções e cresce rechaço a ataques em Hama
ONG brasileira pressiona Itamaraty
Reação à repressão síria é tímida na região

Caderno 2

Em xeque, critérios da Funarte
Em SP, entidade enfrenta protestos



Esportes

Corinthians tem garantia da abertura
Governo vai dar à Fifa 100 opções de subsedes

Artigos
Obama cede na questão da dívida :: Paul Krugman

Nenhum comentário: