Loading...

7 de julho de 2010

RESUMO DOS JORNAIS: O GLOBO


Manchete: Novo Código Florestal anistia quem desmatou a Amazônia
Greenpeace estima que perdão custará R$ 8 bi ao governo federal
A Comissão Especial da Câmara aprovou, por 13 votos a 5, uma reforma do Código florestal que anistia todos os proprietários rurais acusados de desmatamento até 22 de julho de 2008. Pela estimativa do Greenpeace, com a anistia, o governo abre mão de R$ 8 bilhões em multas aplicadas a desmatadores entre 1998 e 2008 na Amazônia Legal. Para receber o perdão, eles têm que se comprometer a recuperar áreas devastadas. O relatório do deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP) modificando o Código Florestal prevê outros benefícios reivindicados pela bancada ruralista, como a redução das áreas de proteção às margens dos rios. O texto foi aprovado numa sessão marcada por bate-boca entre parlamentares, ambientalistas e ruralistas. A segurança teve de intervir, e ativistas do Greenpeace foram retirados à força da sala. O projeto irá ao plenário da Câmara, mas só deve ser votado após as eleições. Depois, segue para o Senado. (Págs. 1 e 15)

Jovem livra Bruno, mas tio o complica
Rapaz confessa agressão a ex-amante de goleiro, que teria pagado pelo sumiço do corpo
Um jovem de 17 anos, primo do goleiro Bruno, confessou ontem na Divisão de Homicídios do Rio ter participado do sequestro de Eliza, a ex-amante do jogador, desaparecida há um mês. Ele contou que deu uma coronhada na cabeça de Eliza, que morreu, mas não em consequência do golpe. O adolescente foi detido ontem na casa do goleiro, no Recreio, onde teria passado o fim de semana em conversa com advogados do jogador do Flamengo. O jovem livra o goleiro da acusação de homicídio. Apesar disso, um tio do rapaz contou que Bruno deu R$ 3 mil para que um traficante sumisse com o corpo de Eliza. (Págs. 1, 16 e 17)

Foto legenda: Policiais deixam o condomínio no Recreio, onde detiveram o primo de Bruno, envolvido no crime

Na estreia, candidatos em disputa pela Bolsa
Na abertura da campanha, os presidenciáveis José Serra e Dilma Rousseff disputaram a paternidade dos programa de bolsas para carentes. Serra disse que projetos tucanos originaram o Bolsa Família e prometeu ampliar o programa. Dilma acusou oponentes de tratar a questão social como artifício eleitoral. (Págs. 1, 3 e editorial "Cabe a Dilma esclarecer programa")

Serra diz que Dilma foge do debate
O candidato tucano à Presidência, José Serra, cobrou a participação da petista Dilma Rousseff em debates eleitorais. "Não sou ventríloquo de marqueteiro nem de partido", afirmou Serra. Em Porto Alegre, Dilma disse que quer ser presidente para continuar mudando o país. (Págs. 1, 4 e 9)

Lula quebra promessa e cria novos cargos
Depois de Lula dizer que não criaria mais cargos, o governo enviou ao Congresso projetos criando 1.853 postos no Executivo e no Judiciário. (Págs. 1 e 13 e editorial "Efeitos do festival da gastança")
Dinheiro em espécie vira escândalo... na França (Págs. 1 e 31)


Obama manda processar o Arizona por lei de imigração (Págs. 1 e 30)




Primeira Página
Novo Código Florestal anistia quem desmatou a Amazônia
Na estreia, candidatos em disputa pela Bolsa
Serra diz que Dilma foge do debate
Lula quebra promessa e cria novos cargos


Editorial
Cabe a Dilma esclarecer programa
Efeitos do festival de gastança


Opinião
Vamos nos defender! :: Carlos Lyra


Colunas
Panorama Político :: Ilimar Franco
Panorama Econômico :: Míriam Leitão
Merval Pereira
Negócios & Cia :: Flávia Oliveira
Elio Gaspari
Ancelmo Gois


O País
Social ganhou força a partir de 2002, diz Dilma
Programa não existiria sem os da gestão FH, diz Serra
Campanha esquenta no Twitter
Serra fala em ventríloquo e diz que Dilma foge do debate
Tucanos já falam em Bolsa família de R$255
Na estreia, muitos improvisos
'Minha candidata está madura para fazer campanha sem o presidente'
Campanha acirrada aumenta gastos
Dinheiro no colchão?
Rebanho de Roriz altera patrimônio
Governo quer criar mais dois mil cargos
Estatais deram R$7 milhões a centrais
Serra é multado pela primeira vez pelo TSE
PTB e Dilma
Educação: analistas criticam salários
Ficha Limpa: STF nega mais dois pedidos
Partidos usam laranjas para cumprir exigência
Nível superior para quem leciona
Novo Código Florestal anistia desmatadores
Marina diz que proposta de Aldo é 'retrocesso na legislação ambiental'
Projeto flexibiliza horário da Voz do Brasil


Economia
Rio se prepara para primeiro round
Governo adia votação do projeto do pré-sal
Estiagem na Argentina leva Brasil a autorizar transferência de energia
Poupança tem captação recorde de R$12,2 bi
Risco de bolha
Exportação de carne para os EUA deve ser retomada semana que vem
Fusões e aquisições batem recorde histórico
Reeleito, Moreno ficará mais 5 anos à frente do BID
Indústria avançou em seis regiões em maio, mas recuou 0,9% em SP
Trabalhador confiante
Lula teme efeito de incentivo fiscal
BNDES: R$3,9 bi para indústria naval
Portugal pode manter veto mesmo contra UE


O Mundo
Argentina: juiz pede telegramas diplomáticos


Esportes
Kassab: 'Nada de dinheiro público'
Lula faz crítica indireta à CBF

Nenhum comentário: